O ORIXÁ XANGÔ NA UMBANDA

montanha Xango

Xangô é a divindade gerada por Olorum e em sua qualidade equilibrado que mantém toda a criação divina em equilíbrio e harmonia. É a Divindade da Justiça e do Fogo, do equilíbrio, da razão e do juízo divino, que é em si mesmo a Justiça Divina que purifica nossos sentimentos com a sua irradiação incandescente, abrasadora e consumidora das emotividades.
O fogo é a energia fundamental ao equilíbrio mental no campo da razão. Xangô é o calor, a energia vital para todos os sentidos da vida;
por ser unigênito e ter sido gerado em Deus, é em si mesmo a Justiça Divina que purifica nossos sentimentos com a irradiação incandescente, abrasadora e consumidora das emotividades.

O campo preferencial do Pai Xangô é a razão, despertando nos seres o senso de equilíbrio e equidade. Ele também gera em si essa qualidade equilibrado e racional, e quem absorve a qualidade de Xangô torna-se racional, ajuizado e ótimo equilibrado do meio em que vive e das pessoas à sua volta.

Pai Xangô é o Orixá que gera e irradia e o equilíbrio que existe na criação divina, nos seres e nos meios habitados por eles. Ele atua por meio do mental e vela pela harmonia e equilíbrio na evolução. É abrasador; é a chama universal, o raio solar gerador de vida, que gera o equilíbrio da justiça. Sua irradiação abrasadora e incandescente é consumidora das emotividades.

Xangô é o juiz do astral, é Xango1o comando e supremo determinador da Justiça Divina. O desenvolvimento do senso de Justiça, da razão, do equilíbrio, do juízo e das posturas sensatas deixando de lado a emotividade e o instinto, é fundamental para nossa evolução.

A energia de Xangô é ígnea, é o calor do fogo, dos raios incandescentes; a energia que nos limpa, purifica, energiza e vitaliza. Quem absorve a energia de Pai Xangô, a divindade que rege o fogo, o trovão e os raios, torna-se racional, equilibrado, ajuiza
do e ótimo equilibrado
r, anto de seu meio quanto dos que vivem à sua volta.

A energia ígnea absorve o ar e se alimenta das essências vegetal, mineral e cristalina. Fixa-se na terra e é incompatível com a água.

Esse Divino Orixá é o fogo latente na pedra e a sua justiça é como a rocha: dura, cega, justa, rígida, implacável e estável. A justiça é necessária para que haja o fortalecimento e a estabilidade da alma. Xangô é o fogo que ordena.

Pai Xangô, como Orixá equilibrador e justo, tem o acompanhamento da sabedoria divina, o que o faz o dono das escritas e padroeiro dos intelectuais. Ele gera o poder da política e a ele recorremos para resolver causas com a Justiça e problemas com papé
is, documentos e estudos. Ele também nos apoia nos momentos em que sofremos injustiças, pelo desrespeito quanto aos nossos direitos, pela maldades humanas, pelas discriminações e pelas indiferenças alheias.

O Ponto de Força natural de Xangô está nas montanhas, nas grandes pedreiras e nas cachoeiras. Quando deixamos de recorrer a Xangô para nos ajudar em todos os aspectos e só o fazemos para anular demandas ou pedir Justiça divina, estamos limitando-o.

ORAÇÕES AO PAI XANGÔ

ORAÇÃO I

Kaô meu Pai, KaôSao Jeronimo-1 - COPIA

O Senhor que é o Rei da Justiça,

faça valer por intermédio de seus doze ministros,

a vontade Divina, para que os olhos de meus inimigos não me encontrem.

Empresta-me sua força de guerreiro,

purifique minha alma na cachoeira.

Se errei, conceda-me a luz do perdão.

Faça de seu peito largo e forte meu escudo,

para combater a injustiça e a cobiça.

Minha devoção ofereço.

Que seja feita a justiça para todo o sempre

É meu Pai e meu defensor,

conceda-me a graça de receber sua luz

e de receber sua proteção.

Kaô meu Pai Xangô, Kaô

ORAÇÃO II

Bondoso São Jerônimo, o vosso nome Xangô, nos terreiros de Umbanda, desperta as mais puras vibrações. Protegei-nos, Xangô, contra os fluidos grosseiros dos espíritos malfazejos, amparai-nos nos momentos de aflição, afastai de nossa pessoa todos os males que forem provocados pelos trabalhos de magia negra.

Rogamos-vos, também, São Jerônimo, usar de nossa influência caridosa junto às mentes daqueles que por ambição, ignorância ou maldade, praticam o mal contra os seus irmãos empregando as forças elementais e astrais inferiores.

Iluminai a
mente desses irmãos, Afastando-os do erro e conduzindo-os à prática do bem.

Fonte: Livro “O Poder Terapêutico dos Orixás e a Filiação Divina”, de Alberto Marsicano e Lurdes de Campos Vieira, Editora Madras., saiba mais sobre esse livro CLICANDO AQUI.

KAÔ KABECILÊ

Luz, paz e axé a todos!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: